Aconteceu, no último sábado, na Igreja Batista de Benfica, o Encontro de Promotores e Vocacionados de Missões Rio, bem como o lançamento oficial da campanha Pelo Direito à Esperança. O evento registrou cerca de 200 pessoas envolvidas com a causa missionária urbana. Homens e mulheres interessados em projetos que diariamente contribuem para a transformação da cidade do Rio de Janeiro.

Além da retirada do kit de promoção da campanha Pelo Direito à Esperança, promotores foram apresentados aos missionários e suas capelanias, tendo a oportunidade de interagir com perguntas dentro da programação e nos momentos de intervalo. Foi um período de imersão com foco em missões urbanas. Testemunhos eram intercalados com vídeos e momentos de adoração ao som de três cantores que, voluntariamente, se disponibilizaram para este momento. Foram eles: Henrique Jacinto (Igreja Batista de Água Santa), Lidiane Rodrigues Profiro (Igreja Batista do Sarapuí) e Leylane dos Santos Almeida (Igreja Batista do Rio da Prata) – intérprete da música-tema da campanha desse ano.

A programação também foi marcada por períodos de oração pelo Rio. Em duplas, trios ou grupos, os participantes se dividiam para clamar a Deus ao tempo em que se conheciam.

Pr. Nilton Antonio de Souza, diretor geral da Convenção Batista Carioca, deu uma palavra sobre a importância do promotor e a conscientização da igualdade na obra missionária que se faz no Rio ou em qualquer outro lugar do mundo. Essa consciência, como ele explicou, é vital para que a pregação do evangelho se intensifique, tendo uma participação maior das igrejas batistas filiadas à CBC.
O Encontro de Promotores aconteceu no período da manhã, estendendo-se até o início da noite. Após um pequeno intervalo, foi celebrado o lançamento da campanha Pelo Direito à Esperança. Em clima de festa, foi apresentado o tema, divisa e hino oficial, além do levantamento de uma oferta especial para a causa missionária.

O mensageiro da ocasião foi o coordenador de Missões Rio, Pr. Ulisses Torres. Suas palavras convergiram para o tema central da campanha Pelo Direito à Esperança, utilizando a divisa em Rm 1.17b como escopo para seu discurso. A Reforma Protestante e a figura de Lutero foram ilustrações utilizadas para reforçar a conscientização de que precisamos de atos que possam conduzir o direito à esperança daqueles que ainda não compreenderam a preciosa mensagem cristã.

Em tempo, agradecemos à Igreja Batista em Benfica que de maneira especial sediou este dia missionário. Toda a infraestrutura esteve destinada, a custo zero, para Missões Rio. Que o Senhor Deus os abençoe grandemente, fazendo-os prosperar em toda boa obra.

O clamor reformista ainda reverbera e precisamos, de maneira contextualizada, dar vazão a esse eco. Que a campanha de Missões Rio 2017 possa ser um marco para as igrejas cariocas. Estamos aqui para apoiá-las e, juntos, batalharmos pelo direito à verdadeira Esperança.

Confira a galeria de imagens

Share This